quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Estou menos preocupada com o que os outros pensam de mim, mais convicta das minhas posições e consciente como uma coisa afeta a outra.

Isso me preocupa, pois me faz recordar que quando começamos achar que sabemos tudo estamos morrendo intelectualmente, fechando portas para aprendizado novos, diminuindo perspectivas. Ser o dono da razão não é coisa boa, mostra falta de sintonia com o receber e deixar-se levar. Tenho medo disso, mas também apresento pouca paciência com os fatos do dia a dia que constantemente se repetem... grande dilema, não quero ser a pessoa do "eu te disse", tão pouco deixar  de usar o "brilhantismo" das minhas experiências como exemplo. A pertinência dos pensamentos nem sempre caminha coerente com a realidade da vida diária, me pego a dar lições de moral, valorizando demasiadamente minhas experiências como um arauto chamando a atenção para si e ainda assim apenas um mensageiro ingenuo incapaz de viver/decidir pelo outro. 
Ao envelhecer, digo tornar- experiente, a máxima "ser ou não ser" de Shakespeare devia mudar para conter ou não conter as vivências para o mundo, já sabemos quem somos ou pelo menos acreditamos que sim. É necessário manter a essência e para isso só me vem a cabeça é a palavra paciência, o cultivo dos sábios, envelhecer é saber ouvir, opinar quando convidado, não achar que as suas experiências vividas sejam o único modelo para outros. Ainda estou fazendo errado... acho que não envelheci o suficiente!

quarta-feira, 22 de junho de 2011

de mala pronta!

 Estou indo para uma viagem de 26 dias para Índia e China, tenho filhos que irão ficar na casa dos avós (que não é na cidade onde moramos), imagine a grande confusão de roupas temperaturas e vai e voltas serão no total 30 dias que ficarei fora de casa e experimentarei temperaturas que variam dos 40ºC a 5ºC.
Montar a mala de viagem sempre é uma tarefa árdua, são muitos detalhes, coisas que precisamos carregar conosco, outras que gostaríamos de ter, porém não passam pelo controle dos aeroportos, documentos, medicamentos... e não podemos levar excesso afinal queremos sempre trazer alguns souvenrs, enfim são inúmeras coisas para pensar. Para quem tem filhos esta tarefa é dobrada ou triplicada! Aí vai minha mal de viagem como sugestão a você que está montando a sua.
Comece verificando a temperatura que encontrarás no teu destino. De acordo com ela determinará o que por na mala e até mesmo como viajarás no avião.
Uma lista sempre é a melhor forma de começar uma mala
Para carregar no AVIÃO
Documentos (passaporte, tickets de viagem, cartões de crédito, dinheiro, se viaja sozinho com os filhos uma autorização do cônjuge, documentos das crianças, carteira de plano de saúde, telefone do seguro viagem caso tenha) em viagem internacional façam cópias de segurança para você levar num lugar separado dos originais e outra deixe com um membro da família ou alguém de acesso.
Objetos de valor carregue sempre com você (Telefone + carregador, Máquina fotográfica + carregador + memória+pendrive)
Apoio de cabeça para dormir (se a viagem for longa)
Lenço de papel/lenços umedecidos
Maquiagem (1 baton e 1 blush), Brinco confortável, Lixa de unha, espelho pequeno, Óculos de sol, Seguranças/joaninhas.
Agasalho (pode fazer frio no avião)
Balinha (para algum desconforto de hálito após uma dormida)

MALA para as crianças
Procuração para avós possam resolver qualquer problema burocrático caso necessário.
Carteiras de identidade
Carteira plano de saúde (telefone do plano)
Calendário específico do tempo que irei ficar fora, para as crianças terem noção do tempo que falta para voltarmos, e uma agenda de programas para que as mesmas tenham expectativa de diversão e não olhem para o calendário para terem saudades e sim ver a programação (coisa como ir comprar gibis, dia da pizza, futebol com o primo...).
Roteiro da viagem para os familiares saberem onde estamos e poderem nos localizar (nome do hotel data de hospedagem e telefone).
Lista de telefones úteis (do trabalho, seu prédio, amigos e parentes) distribua a lista para estes todos.
Contratação de auxiliar para os avós não ficarem sobrecarregados
Roupas com quantidade suficiente para rodízio de lavagem e contando com tempo ruim para secagem.
Livros brinquedos (novidades para entreter); Play station + CDS.
Óculos
Chinelo
Farmácia das crianças - Tabela com peso das crianças e indicação de medicamentos de acordo com o sintoma, apenas para emergências (Tylenol; Aliviun; Dipirona; Nebacetin; Cataflen pomada (luxações); Fluimare; Abrilar; Bandaid; Mertholate; Vick; Otocynalar). Não esqueça de consultar médico antes de comprar medicamentos.

Mala para o exterior
Cada destino exige uma mala específica, também variada de acordo com a quantidade de tempo que se fica. Mas o segredo é levar a mala cheia apenas pela metade, assim sobra espaço para as compras. Minhas dicas são leve roupas que amassem pouco e aquelas peças de tecido que ocupam pouco espaço, pense sempre a quantidade de vezes que dá para repetir a mesma roupa, se será possível lavá-las, divida pelos dias que ficará no destino.
Lembre-se turista pode e deve andar arrumadinho, porém desnecessário desfile de moda.  Sempre dá para comprar um lenço, chapéu diferente no destino, para arrasar nas fotografias.
Leve protetores de calcinha (aumenta o seu tempo de uso e fica mais higiênico carregá-las na mala). As meias prefiram as de algodão, elas fazem o pé suar menos e o cheirinho não é tão perturbador.
Escolha roupas coloridas, pense no visual para deixar as fotos alegres, as cores pretas e brancas são bonitas, mas deixam aparecer a sujeira mais rápido, tenha cuidado em suas escolhas.
Agulha/linha/tesoura (não esqueça de despachar), cortador de unha, Protetor solar.

A China e a Índia são comentadas por seus problemas de higiene e culinária, faz bem se precaver, nossa listinha ficou um tanto grande, mas mais vale seguir seguro do que correr o risco de se dar mal: Tylenol e Aspirina (dor de cabeça); Benegripe; Soro (pó); Engove; Sal de fruta; Milanta pluss (asia); simeticona (gases); purificador água; Nebacetin; Cataflen pomada (luxações); tandrilax; Termômetro; Oftane; minilax; Dramin; Bandaid; Eutyrox (tireóide); Anticoncepcional (quem vai querer menstrual num lugar que banheiros são precários?) tem no mercado um objeto de silicone para mulher poder fazer xixi de pé(OIGIRL)... Não esqueça de consultar médico antes de comprar medicamentos.
Para não ter surpresas desagradáveis nesta viagem, em especial, estamos levando um lençol, toalha de banho (velhos), Álcool gel, algumas barras de cereais, lenços umedecidos e rolo de papel higiênico (já que isso não existe nos banheiros). É claro que quando eu voltar vou contar para vocês se realmente toda essa precaução foi valida e onde houve exageros...
Queria complementar mais este post, mas estou com pouco tempo...

domingo, 5 de junho de 2011

“As três caixas de pensar”

Aproveitando uma resposta que escrevi em um outro blog resolvi postar o texto aqui também com algumas pequenas alterações.

Acho que faz parte do humano questionar suas escolhas o tempo todo. Com isso, às vezes, é difícil manter a sanidade... Somos só um, e, só podemos fazer uma escolha por vez, e... ainda por cima não tem volta!  Isso me lembra a celebre frase do filosofo grego Heráclito “Não é possível banhar-se duas vezes no mesmo rio”, não dá para voltar atrás, você até pode retomar decisões, mas o tempo não será mais o mesmo, pois a vida é única instantânea. Os pensamentos cheios de altos e baixos muitas vezes questionam nossa capacidade de ser e viver feliz. Cada um de nós alimenta sua rede de sanidade de forma diferente, meu método chamo de “As três caixas de pensar”. Na primeira tudo que é factível de chegar a uma conclusão e escolha no agora, posso, devo, concordo, vale a pena... muito embora que algumas destas decisões me levem a novas complicações filosóficas ou morais elas não são difíceis de tomar. Na segunda caixa, questões que enrolo para elaborar e determinar como me afetam, são meus posicionamentos que discordo, comportamentos pessoais que desgosto... Estes viram e mexem saem da caixa como piolhinhos a incomodar, me fazem chorar e a ficar brava comigo, luto com eles e os enfio de volta na caixa e ralho (exige força às vezes sobrenatural!) e os deixo de "molho" e continuo a vida, eles teimam de tempos em tempos a sair, mas quando vejo, com o passar do tempo alguns saem e simplesmente não me afetam mais. Mas, tem aqueles profundos, sobre escolha passadas, defeitos morais, pacivismos... estes os mantenho trancafiados na ultima caixa, pois se saírem me derrubam, me tiram do eixo e acabam comigo. Como consigo saber? Bem, quando a coisa fica feia, eu sei que é hora de evitar estes pensamentos, me dedicar a coisas práticas, a exercícios físicos, a arte, ou a um banho gelado!
Pensar demais é doidera, na maior parte do tempo devemos apenas existir para a felicidade presente. Arme sua própria ratoeira para seus pensamentos "maléficos", eles não irão embora sem uma ajuda da sua parte.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

a incoerência habita o meu Ser

Tudo me leva a crer que o estado de sanidade de alguém depende basicamente em aceitar respostas e não ficar buscando. A busca pelo entendimento tem a capacidade de enlouquecer, são vastos os caminhos e temos a capacidade de trilhar vários ao mesmo tempo, ao tentar materializá-los  entramos em crise. Se a crise é boa ou ruim cabe a cada um decidir, 
certamente nunca é fácil! 

Não sei quando saí do eixo
Foi devagar, tão lento e imperceptível
Que só agora percebo!
Estou com medo.

Quero voltar...
Mas sei que já não dá
O lugar do antigo eixo se apagou
O campo magnético que me cerca,
ampliou-se e reduziu em algumas várias nuances.

Lá era tão seguro...
Será?
Parecia que sabia como a bússola funcionava
Mas se ela me trouxe até aqui,
Talvez fosse um engano...

Já não sei mais ser o que era
Talvez também não queira
Onde está a minha essência?
Quem sou afinal?

Sou o que sou, ou,
sou uma tentativa de ser o que gostaria de ser?
Infinita exigência,
que me persegue e ameaça.

Só me resta a ação
pois o pensamento não decide, não define
ele frustra minha intenção.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Um Feliz novo ano Pascoal para você e sua família



Feliz Ano Novo de Alma e Espírito
Eu não quero desejar uma feliz Páscoa,
só por causa do feriado,
só por causa do coelho ou dos ovos de chocolate,
só porque todos fazem...

Quero te desejar uma feliz Páscoa, por tudo que ela é:
Jesus morrendo e re-vivendo pelos nossos pecados e pela nossa absolvição.
Por nós em conversa com Ele perdoarmos nossos erros e perdoarmos também quem nos machucou.
Pela representação do ovo pascoal, o gesto de renascimento, onde deixamos nossas magoas e rancores, nos renovamos no amor de Deus e buscamos ser melhores a partir de então.
Pelo o simbolismo do coelho, capaz de ser fecundo e muito fértil, que nos ensina a procriar (levar à outros) a Palavra e os gestos, redistribuí-los a toda parte.
Nossos gestos diários fazem à diferença no mundo que vivemos! Jesus pede muito e não pede nada, ele pede que levemos o seu AMOR a toda parte com gestos concretos.

Se você ainda não pensou em sua Páscoa, PENSE! Onde posso ser melhor? Onde quero ser melhor?

Um Feliz novo ano Pascoal para você e sua família.

quarta-feira, 23 de março de 2011

eu não vou esperar mais!

Numa semana que tirei para fazer checap médico sobrou irritação. Como se não bastasse a ansiedade por saber se realmente está tudo bem com a saúde, receber um "atestado" que diga que ainda existe possibilidade da vida se prolongar -isso ficou bem dramático, rsrsrs-  por mais tempo e com qualidade... (no meu caso com um histórico familiar de câncer, isto é sempre um fantasma a assombrar!). Ainda temos que ser paciente, não com a possibilidade de saúde ou doença, mas , pacientes com clínicas e médicos que não respeitam nosso tempo e nossa ansiedade e nos deixam por horas a fio em salas de esperas, muitas vezes despreparadas, desorganizadas e lotadas. Ao atender a consulta não dura 1/3 do tempo esperado na recepção. E, pasmem não estou falando do decadente sistema público de saúde (excetua-se os poucos que não acompanham a regra, tanto público como particular).
Os tempos mudaram, o "tempo" tomou outro vulto e ampliou o seu valor, ninguém hoje o têm sobrando, a vida nos consome todos os segundos, reclamamos que falta tempo para brincar com filhos, estudar uma língua, visitar os pais, ler um livro, ligar para um amigo... enfim a vida nos consome. Como pode então ficarmos passíveis a salas de espera? A consultas que não dizem nada? Cadê as classes de ética médica? Esta pergunta, pode até parecer piada, considerando a quantidade de problemas que enfrentamos com a medicina nos dias de hoje... já foi o tempo que médicos podiam se considerar semi-deuses, capazes de curar, inquestionáveis, éramos PACIENTES pois não havia opção... Mas hoje tudo é questionado, nem bem sabemos se a formação deste profissionais foram adequadas, incapazes de avaliar, pedem mil exames (que precisam vir com laudo, caso contrário não sabem avaliar!) te examinam sem tocar, uma consulta de 10 minutos? Será possível?! Tempos outros...

quarta-feira, 2 de março de 2011

Enxugar! China e India

Depois de duas semanas de discussão, avaliações e mais discussões, chegamos a conclusão, por mais que fosse muito legal agregar o maior número de países na nossa viagem isso significara perder na essência... Então destinos definidos, apenas Índia e China. Apenas só forma de expressão já que a grandiosidade dos dois países continuam nos tomando agora não só os 20 dias previstos mas acrescentados mais quatro (sábados e domingos antes e após férias). Estamos animados, articulando contatos, gastando todo o tempo possível na Web lendo, imprimindo e investigando. 
Aí  estão algumas coisas que li aqui na web, vou comprovar algumas delas e depois conto! (pesquisa via google: "curiosidades Índia; curiosidades china")

CURIOSIDADES ÍNDIA
  1. Os hindus tem muitas festas, em algumas são usados trajes fabulosos. No Pongal, as crianças fazem o q querem durante 3 dias !
  2. 1/6 da população do mundo vive na Índia
  3. Na Índia há muitos dialetos.
  4. O uso de cartão de crédito é bastante restrito, principalmente no interior da Índia.
  5. Na Índia, eles não aceitam notas rasgadas, nem adianta tentar.
  6. O principal e mais econômico meio de transporte na Índia é o trem.
  7. Na Índia a religião é uma essência da vida.
  8. Na Índia é proibido comer carne de vaca, pois eles consideram um animal sagrado. Portanto o Big Mac é feito de carne de carneiro.
  9. Em Madras e Bombaim, são feitos mais filmes do q em Hollywood
  10. A maior parte do chá do mundo vem da Índia. As mulheres colhem e secam as folhas novas para vender
CURIOSIDADES CHINA:

  1. Das 20 cidades mais poluídas do mundo, 16 são chinesas.
  2. Sozinha, a China tem duas vezes mais gente do que a Europa inteira. 
  3. Se o mundo fosse uma única rua, um em cada quatro dos seus vizinhos seria chinês.
  4. Por causa da super população, cada casal só pode ter um filho. Mas, se o primeiro for menina, pode-se tentar de novo.
  5. Com quase 3.000 km de extensão, a Muralha da China, única obra feita pelo homem que pode ser vista do espaço, começou a ser construída em 200 A.C. e completa atualmente 2200 anos de vida. Sua construção envolveu mais de um milhão de pessoas, muitas das quais morreram ali mesmo. Sua imponência começa pelo aspecto visual e termina na prática, pois em alguns trechos de suas descomunais escadarias, o visitante só consegue subir os degraus de quatro, com as mãos no chão
  6. Li ou Lee (forma inglesa) é o sobrenome mais comum do mundo. Só na China existem 87 milhões deles. E eu que achei que fosse o SILVA! Kkk
  7. Na China, as ruas são extensões da casas. Ali os chineses comem, dormem, cortam o cabelo, fazem massagem, Tai-Chi-Chuan e até dançam.
  8. Cobras, ervas, ratos, morcegos. Tudo cura na milenar medicina chinesa. Lagartos ressecados por exemplo, são bons para tosse comprida, pedra nos rins e até mesmo impotência. O sapo e a rã são símbolos de longevidade.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

India, Tailandia, Dubai, Africa do Sul, China, Nepal, Japão...

Faz uma semana que começamos as pesquisas, para identificar os nossos destinos, não é nada fácil, muita coisa linda para se ver, tempo e dinheiro limitados! Por enquanto só estamos abrindo perspectivas, na próxima semana iremos começar a reduzir e definir. Mas a viagem já começou! Já estamos viajando na cultura, imagens, pensando na mala e no clima... enfim o trem já está em movimento!
foto retirada do site: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/07/fieis-superlotam-trens-na-india.html

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Viajando

 
    Viajar! Perder países!
    Ser outro constantemente,
    Por a alma não ter raízes
    De viver de ver somente!
    Não pertencer nem a mim! Ir em frente, ir a seguir A ausência de ter um fim, E a ânsia de o conseguir!
    Viajar assim é viagem. Mas faço-o sem ter de meu Mais que o sonho da passagem. O resto é só terra e céu.
    Fernando Pessoa, 20-9-1933

Existem diversas formas de viajar, eu especialmente gosto de todas elas (poesia, pensamentos, livros, um por do sol, uma imagem, uma situação, um amigo... drogas, não! ), mas, sem dúvida alguma uma viagem onde podemos sentir, tocar e experimentar concretamente algo novo trás um prazer inigualável. 
Com viagens aprendemos a dimensionar distancias, entender a física do movimento versos tempo, ler mapas, reconhecer a geografia da terra, as histórias da humanidade, reconhecer as belezas próximas a nossa casa e país, olhar a vida de outras perspectivas, tomar novas posições, se surpreender... Uma viagem é sempre uma "viagem".
Existem muitos tipos de viajantes, os que preferem ir sempre aos mesmos lugares, aqueles que nunca repetem um destino, outros que gostam de ser minuciosos nos aprendizados e se podem ficam muito tempo no mesmo lugar para desbravar todos os recantos, aqueles que preferem ir onde pouco ou ninguém foi, os que só vão onde a muvuca é garantida, uns querem aventurar, e outros a segurança...apesar disso (quase) todo o destino turístico consegue ter um espaço especial a cada viajante. 
Eu sou uma viajante, que não gosta de repetir destino, não faço  questão de conhecer profundamente nenhuma cultura ou lugar, eu sou uma viajante panorâmica... uma degustadora,  que quer provar um pouquinho de tudo sem se chafurdar em nenhum prato principal (rsrsrs), acho que a vida é curta demais e que não vai dar tempo (sem falar de grana) de conhecer tudo... caso a vida fique longa demais, quem sabe repito um dos destino degustado para então saborear o banquete...
Eu e o Ricardo estamos preparando mas um menu degustação, e desta vez resolvi que vou partilhá-lo por aqui, será uma experiência  bem especial para mim. Vamos ver se vou conseguir ir até o final desta aventura semi-literária... será um desafio pessoal!

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Hoje

hoje acordei
entorpecida...
pela vida
cedenta,
por experiências...
pronta.
a sorrir e a chorar
a ter medo e coragem
a despir-me...
venci o dia!
e com glórias,
feliz
descanso
sonhando
pelo desafio da vida
de amanhã...




















sexta-feira, 14 de janeiro de 2011